Com mudanças, cresce em 60% o número de refeições nos restaurantes Bom Prato

Unidades passaram a servir jantar e abrir aos finais de semana e feriados desde o início deste mês

Postado em: em Cotidiano

A Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social ampliou desde o início deste mês, o serviço em todas as unidades Bom Prato, servindo jantar e abrindo aos finais de semana e feriados. 

A rede passou a servir 1,2 milhão de refeições a mais por mês, com o objetivo de atender principalmente pessoas em situação de rua e famílias em extrema vulnerabilidade social devido a pandemia do COVID-19.  

“O Programa Bom Prato adaptou-se em 24h, para servir as refeições em embalagens descartáveis, e não interromper o fornecimento de alimentação, tão essencial neste momento em que vivemos. Agora, fomos mais longe, acrescendo jantares em todas as unidades com demanda, e três refeições aos finais de semana. São 60% a mais em refeições e um investimento de R$ 18 milhões de reais pelos próximos 60 dias”, comenta Célia Parnes, Secretária Estadual de Desenvolvimento Social.

Para a Secretária, velocidade e inovação são a resposta do Governo do Estado ao momento atual.

“Com o fechamento de outros restaurantes e muitas organizações sociais em quarentena, precisamos duplicar nossos esforços, oferecendo a população alimentação.” , diz Célia Parnes. As 59 unidades passarão a servir café da manhã (das 7h às 9h), almoço (das 10h às 15h) e jantares (das 17h30 às 19h30).  “Pelos próximos 60 dias, vamos garantir três refeições balanceadas e de qualidade todos os dias.”, finaliza a Secretária Estadual.

Outra decisão anunciada pela pasta, é a compra das verduras e legumes de pequenos produtores rurais do Estado. R$ 1,5 milhão do investimento total nas refeições do Bom Prato serão destinados a garantir o fornecimento e a segurança socioeconômica dos pequenos ruralistas.

SOBRE O PROGRAMA BOM PRATO  

O Programa Bom Prato, do Governo do Estado de São Paulo, foi criado em dezembro de 2000 com objetivo de oferecer à população refeições saudáveis e de alta qualidade a custo acessível.

A alimentação é balanceada com 1.200 calorias, composta por arroz, feijão, salada, legumes, um tipo de proteína, farinha de mandioca, pãozinho, suco e sobremesa (geralmente uma fruta da época). 

O subsídio governamental é de R$ 4,70 para adultos e de R$ 5,70 para crianças com até 6 anos, que têm a refeição gratuita. Os jantares contam com subsídio de 7,10 por parte da secretaria de desenvolvimento social.

Já o café da manhã é oferecido leite com café, achocolatado ou iogurte, pão com margarina, requeijão ou frios e uma fruta da estação. A refeição tem 400 calorias em média. Em setembro de 2011, o café da manhã foi implantado em todos os restaurantes.

Desde a inauguração do programa Bom Prato, foram servidas mais de 240 milhões refeições e investidos mais de R$ 729 milhões entre custeio das refeições, implantação e revitalização.

Com a inauguração do restaurante de Itapevi, o Governo totaliza 59 unidades em funcionamento no estado que servem mais de 97 mil refeições por dia.    

Acompanhe pelo link, os endereços das 59 unidades do Restaurante Bom Prato em funcionamento, sendo 22 na Capital, 12 na Grande SP, 17 no Interior e 8 no Litoral:  

http://www.desenvolvimentosocial.sp.gov.br/a2sitebox/arquivos/documentos/2507.pdf


Artigos Relacionados